O começo da jornada de Amar o próximo


A vontade de servir e levar integridade para as pessoas começo muito cedo. Eu e minha avó sempre tivemos uma conexão profunda e desde pequena eu dizia que sempre cuidaria dela, que ela não seria uma velhinha "abandonada num canto da casa".


Então, ingressei na faculdade de fisioterapia e minha afinidade por todos os idosos aflorou de uma forma inexplicável, desde então me dedico a esse cuidado físico dos idosos, tanto na prevenção quanto na manutenção da saúde.


Essa convivência moldou minha personalidade,todo o universo deles e a forma sábia de ver a vida me fascinava. Eu nunca me encaixei com os jovens da minha idade, eu sinto que amadureci mais cedo, me tornei mais quieta, observadora e valorizando cada vez mais a família, a saúde e a espiritualidade.


Nesse momento eu ainda não havia descoberto meus dons intuitivos e mediumínicos, eu acreditava que minha necessidade agradável de isolamento era fruto da minha convivência com pessoas mais tranquilas.


Assim eu dediquei mais de 10 anos da minha vida, amando todos os meus pacientes como se fossem meus avós, respeitando suas histórias, ouvindo seus conselhos e levando mais independência física para que eles tivessem uma velhice cheia de bons momentos e livres das limitações da idade.


Nesse período, de tanto ouvir boas experiências, a minha jornada interior foi crescendo e o meu fascínio pela mudança externa que eu fazia acontecer a cada pedacinho interno que aprendia a reconhecer.

Então essa sou eu, uma anciã galática, cheia de ferramentas multidimensionais que facilitam a cura e desbloqueios dos caminhos. Prazer!!
11 visualizações0 comentário